Connect with us

TV

Canal Brasil : Filmes em destaque de 17 a 23 de junho de 2019

Boi Neon (2016)

Aqui no TV e Pipoca você confere os filmes em destaque do Canal Brasil na semana de 17 a 23 de junho.

SEGUNDA-FEIRA, 17 DE JUNHO

Diamantino (2018) (93’)
Horário: Segunda, dia 17/6, às 19h20
Classificação: 14 anos
Direção: Gabriel Abrantes, Daniel Schmidt
Sinopse: Diamantino (Carloto Cotta) é uma estrela do futebol mundial que tem o dinheiro gerenciado pela família. Ele se tornou sinônimo de escândalos financeiros e gafes em programas de televisão, nos quais deixa transparecer sua baixíssima inteligência. De repente, perde todo o seu talento e se aposenta como um fracasso aos olhos da opinião pública. A partir disso, o ex-craque passa a procurar um novo propósito para a sua vida. Inicialmente ele resolve confrontar o neo-fascismo, em seguida se envolve com a crise dos refugiados, chegando até a questão da modificação genética.

TERÇA-FEIRA, 18 DE JUNHO

Antes do Fim (2018) (86’)
INÉDITO e EXCLUSIVO
Horário: Terça, dia 18/6, às 19h
Classificação: 14 anos
Direção: Cristiano Burlan
Sinopse: O longa-metragem passeia pelo questionamento de Jean (Jean-Claude Bernardet), um senhor de idade que se encontra inconformado com a lógica de uma longevidade imposta pela indústria farmacêutica e, por esse motivo, decide convidar Helena (Helena Ignez) para planejarem as suas mortes. A mulher se mantém irresignada com a ideia e exprime sua vontade de aproveitar a vida mesmo sem a presença do antigo companheiro. O registro de Cristiano Burlan apresenta debates pouco explorados no audiovisual sobre o envelhecimento e a eutanásia, e transborda onirismo em sua linguagem sem amarras, convidando o expectador para uma verdadeira valsa antes do fim.

QUARTA-FEIRA, 19 DE JUNHO

Construção (2008) (48’)
[É Tudo Verdade]
INÉDITO E EXCLUSIVO
Horário: Quarta, dia 19/6, às 20h
Classificação: Livre
Direção: Cristiano Burlan
Sinopse: Cristiano Burlan deu início, com Construção (2008), à primeira etapa de sua trilogia do luto – formada ainda por Mataram Meu Irmão (2011) e Elegia de um Crime (2019). Extremamente pessoal e dramática, a série de filmes aborda três mortes de pessoas queridas de sua vida: seu pai, Vânio, o irmão, Rafael, e a mãe, Isabel. A primeira obra é uma homenagem ao seu progenitor, um trabalhador da construção civil falecido em condições pouco esclarecidas, como afirma o próprio realizador.

O roteiro espelha-se em uma estética de vídeo-arte para realizar um tributo a Vânio, um pedreiro que, segundo o cineasta, morreu depois de bater a cabeça em uma situação nunca plenamente esclarecida. Para isso, o diretor aponta suas lentes para uma grande obra de engenharia civil realizada em São Paulo e acompanha um perpétuo processo de construção e desconstrução da maior cidade do país a partir de um canteiro de obras. Conversas entre os trabalhadores são raras, e o filme dialoga a partir de uma sinfonia barulhenta de uma metrópole exposta em sua concretude, rotina e despojamento. Nos ruídos das máquinas, o realizador encontra uma ode fúnebre para fechar suas próprias feridas.

QUINTA-FEIRA, 20 DE JUNHO

Os Senhores da Guerra (2016) (112’)
INÉDITO e EXCLUSIVO
Horário: Quinta, dia 20/6, às 20h15
Classificação: 14 anos
Direção: Tabajara Ruas
Sinopse: O diretor passeia pela Revolução de 1923 através da história real dos irmãos Bozano, partidários de ideais opostos nesta batalha pelo controle governamental do Rio Grande do Sul. O filme é estrelado por Leonardo Machado, Rafael Cardoso, André Arteche e Marcos Verza. Julio Bozano (Rafael Cardoso) e Carlos Bozano (André Arteche) faziam parte da elite gaúcha no início do século XX. Jovens, cultos e unidos por uma forte amizade, os irmãos tinham em comum uma profunda convicção de seus ideais. Enquanto o primeiro era prefeito de Santa Maria e pertencente ao grupo dos chimangos, correligionário do governador Borges de Medeiros, o segundo era simpático a Assis Brasil no combate à administração vigente, portanto, um maragato. Para o azar de ambos, essa desavença ideológica acabou por colocá-los em lados opostos de uma revolução sanguinária e eles irão descobrir tarde demais que suas convicções pouco importam nas disputas políticas dos verdadeiros senhores da guerra.

SEXTA-FEIRA, 21 DE JUNHO

Pelé – Um Rei Desconhecido (2017) (38’)
Horário: Sexta, dia 21/6, às 23h20
Classificação: Livre
Direção: Ernesto Rodrigues
Sinopse: Coproduzido pelo Canal Brasil em parceria com a Bizum, o documentário de Ernesto Rodrigues traz imagens raras de acervos estrangeiros, preservadas ao longo dos anos, com registros valiosos do craque em ação dentro e fora de campo, filmados no Brasil, na Europa, nas Américas e até na Oceania. O média-metragem traz cenas de Pelé desde o início da sua carreira, com a camisa do Santos e da Seleção Brasileira. A narração de Roberto Nonato contextualiza os gols e as partidas e entrevistas com jornalistas de diversas nacionalidades demonstram a importância do jogador para a história do esporte. Todas as falas são complementadas por imagens de Pelé nos campos ou em momentos de descontração, como desembarcando na França para a lua de mel com sua primeira esposa ou almoçando ao lado dos também inesquecíveis Coutinho e Pepe.

SÁBADO, 22 DE JUNHO

Eu tu eles (2000) (104’)
Horário: Sábado, dia 22/6, às 15h25
Classificação: 14 anos
Direção: Andrucha Waddington
Sinopse: Três anos depois de deixar a pequena cidade em que morava para se casar, Darlene (Regina Casé) retorna com uma criança, mas nenhum marido. À procura de apoio, ela encontra Osias (Lima Duarte) e se casa com ele, mas logo chama a atenção de Zezinho (Stênio Garcia), o primo dele, e eles se casam também. Finalmente vem Ciro (Luiz Carlos Vasconcelos), o estranho e misterioso de boa aparência que se torna seu terceiro marido. Todos lhe dão filhos, criando uma família incomum, mas amorosa.

DOMINGO, 23 DE JUNHO

Boi Neon (2016) (100’)
Horário: Domingo, dia 23/6, às 23h50
Classificação: 16 anos
Direção: Gabriel Mascaro
Sinopse: Iremar (Juliano Cazarré) trabalha nos bastidores das chamadas vaquejadas. Seu ofício consiste em preparar o bicho para entrar no curro, espalhando areia em seus rabos para auxiliar a puxada dos boiadeiros. O sonho de sua vida, no entanto, corre bastante longe dessa realidade, e ele passa os dias a pensar e desenhar os modelos de uma grife de moda feminina. Ele viaja pelo sertão na boleia do caminhão de Galega (Maeve Jinkings) e Cacá (Alyne Santana), filha da motorista.

Fonte : Canal Brasil

Click to comment
Advertisement
Advertisement

More in TV

error: